PROJETO QUE EXCLUI PROVA ORAL EM CONCURSO PC SP É APROVADO

Prepare-se para o concurso

A Assembleia Legislativa de SP aprovou projeto que elimina a prova oral dos concursos da Polícia Civil.

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 7/2024, que propõe eliminar a prova oral dos concursos da Polícia Civil de São Paulo (PC SP). A exceção é para o cargo de delegado, que ainda exigirá essa etapa.

O projeto, de autoria dos deputados Agente Federal Danilo Balas (PL) e Altair Moraes (Republicanos), pretende simplificar o processo de ingresso na polícia e acelerar a convocação dos candidatos aprovados. Antes de ser votado no Plenário, o PLC ainda passará pelas Comissões de Administração Pública e Relações do Trabalho e de Finanças, Orçamento e Planejamento da Alesp.

Danilo Balas afirmou que a medida visa atender à demanda da população por mais policiais nas ruas, eliminando a prova oral para todos os cargos de nível superior, exceto delegado. Isso, segundo ele, agilizará o concurso e permitirá que os novos policiais assumam seus postos rapidamente.

Durante o debate na CCJ, o deputado Reis (PT) expressou preocupação com o preenchimento das vagas na corporação. Ele mencionou que há um concurso em andamento para 3.500 policiais civis, mas com 17 mil vagas em aberto, a reposição de efetivo é urgente.

No entanto, o PLC pode enfrentar dificuldades devido ao vício de iniciativa, uma vez que a competência para propor mudanças nos concursos da Polícia Civil é do Poder Executivo. O STF define vício de iniciativa como a proposição de um projeto por um poder que não tem essa competência.

A eliminação da prova oral também está sendo discutida internamente pela Polícia Civil de São Paulo e pelo Governo do Estado. Para evitar o vício de iniciativa, o governo deveria enviar a proposta à Alesp.

Atualmente, conforme a Lei Complementar nº 1.151/2011, a prova oral é obrigatória para todas as carreiras de nível superior na PC SP. Esta é a quarta etapa do concurso, que inclui provas objetivas, escritas e a verificação de idoneidade.

O concurso em andamento, que segue a legislação vigente, oferece 3.500 vagas distribuídas entre escrivão, investigador, perito criminal, médico legista e delegado, com remunerações que variam de R$5.879,68 a R$15.037,99. As provas objetivas ocorreram em novembro e dezembro de 2023.

Os requisitos para os cargos incluem nível superior em diversas áreas, além de CNH categoria B. O concurso, organizado pela Fundação Vunesp, tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. O governador Tarcísio de Freitas anunciou que todos os aprovados serão convocados ainda este ano.

Mais:

DÉFICIT DE AGENTES PERSISTE APESAR DE NOMEAÇÃO HISTÓRICA NA PC SP

Concurso Investigador PC SP

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

Vídeos Relacionados

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu

Assine nosso Telegram

Fique por dentro dos concursos da segurança pública

Receba nosso contato !

Eu aceitoAo preencher, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber comunicações do Curso Palestra Gratuita.

Receba nosso contato !

Eu aceitoAo preencher, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber comunicações do Curso Palestra Gratuita.