APROVADO NA PM | PSICOLÓGICO

Prepare-se para o concurso

Você que deseja ser aprovado na pm, sabe aquele dia em que você decide ficar em casa simplesmente não fazendo nada? Aquela vontade de ficar horas ocioso, mas que depois de algum tempo essas horas se tornam frustrante e até angustiante?

Estamos falando da sensação de tédio, algo que provavelmente todos nós já sentimos em algum momento da vida. Talvez se pergunte: É como sentir tédio pode me ajudar a ser aprovado na PM?

Antes vamos entender o que é tédio, e porque sentimos tal sensação. O tédio é definido pelos dicionários da língua portuguesa como um sentimento de desgosto, de aborrecimento sem causas aparentes.

Trata-se da “a experiência adversa de querer, mas não conseguir, exercer uma atividade gratificante”. Embora não seja doença, uma pessoa com tédio pode apresentar sinais de: vazio, falta de vontade de realizar atividades rotineiras e desejo de desinteresse.

Pensando na ideia de aprovação no psicológico da PM, realmente sentir tais emoções não o ajudarão em ser aprovado na PM, mas ao mesmo tempo o tédio possui em sim um “poder” que se usado de maneira positiva pode se tornar um aliado em vez de inimigo nessa conquista.

Vamos compreender como o tédio pode nos tornar uma pessoa melhor, afinal embora existam muitos estímulos como: televisão, celulares, tablet, jogos de computadores, redes sociais para matar o tempo, nada disso nos ajuda de fato.

 

 

Veja o que o edital da PM versa sobre o perfil psicológico de Soldado APTO

 

COMO INOVAR SUA ROTINA PODE AJUDAR PARA QUE SEJA APROVADO NA PM

Você que deseja ser aprovado na PM, pare e reflita um pouco dinâmica de trabalho do policial militar, o quanto vive uma dia-a-dia, longe de uma rotina programada e entediante, mas pelo contrário, precisa agir de maneira inovadora a cada momento.  Levando em conta tais fatores, vejamos em que o tédio pode ajuda-lo para sua aprovação no psicológico da PM.

O tédio estimula atitudes de criatividade, ou seja, ele pode encorajar atitudes de inovação, busca por novos afazeres. Busque praticar algo novo, ou mudar as maneiras em que realiza suas tarefas do dia-a-dia, se desafie.

Sabe aquele esporte que sempre quis fazer? Essa é a hora. Procure um hobby que o ensine algo que será positivo para o longo prazo: cozinhar, tocar um instrumento ou até praticar ioga.

Teste a prática de atenção consciente, ou seja, passe a dar mais atenção ao que está a sua volta. Passei pelo seu bairro, busque notar melhor o ambiente

Abrace esses momentos de tédio com um pouco de meditação – sintonize-se com seu corpo, reconheça seus pensamentos no momento presente e simplesmente os aceite.  O tédio é um indicativo que há algo de errado e, portanto, e hora de se mover, fazer algo e sair do lugar.

E, portanto, acaba tendo uma função evolutiva, que te ajuda a se desenvolver, desde que você o uso como indicador de alerta. Se fizer isso não se verá preso a uma rotina entediante o que lhe ajudará alcançar sua aprovação no psicológico da PM.

 

 

PERFIL EXIGIDO PARA SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  1. Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  2. Disposição para o trabalho – capacidade para suportar longa exposição a agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o meio;
  3. Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  4. Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  5. Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos e reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir adequadamente seu comportamento;
  6. Fluência verbal – facilidade para manipular os termos linguísticos na expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  7. Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  1. Descontrole emocional – utilização do potencial emocional sobrepondo-se ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  2. Sinais Fóbicos – presença de sinais de medo patológico ou irracional, com dificuldade para manter o autocontrole;
  3. Falta de domínio psicomotor – ausência de habilidade cinestésica, por meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.

 

 

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu