perfil psicológico da PM - IMPORTÂNCIA DA EMPATIA

perfil psicológico da PM

Há um perfil psicológico da PM buscado no concurso para soldado da PM 2° classe. É na etapa referente ao Exame Psicológico em que o candidato tem seu perfil analisado. Essa é uma das fases mais temidas pelos candidatos. Além disso, é responsável por reprovar mais da metade dos candidatos que chegam a essa tão importante fase.

Embora muitos não saibam, a Polícia Militar busca um perfil psicológico visando 7 características exigidas, sendo elas: Flexibilidade moderadaDisposição para o trabalhoCapacidade de liderançaRelacionamento interpessoal adequado, InteligênciaFluência verbalResiliência. Há, também, um contra perfil estabelecido previamente.  Segundo o edital, o contra perfil é constituído pelas seguintes características: Descontrole emocionalSinais FóbicosFalta de domínio psicomotor.

EMPATIA

De acordo com o edital dentro do Perfil Psicológico da PM, um aspecto de personalidade importante ao Polícial Militar é ter Empatia. Essa característica está presente nos nossos Relacionamentos Interpessoais (influencia como lidamos com as pessoas, com o mundo e com nós mesmos, inclusive no dia-a-dia de um PM!

Muitas pessoas entendem a empatia como o ato de ajudar o próximo. Por exemplo, quando você tenta animar alguém que acaba de receber uma notícia ruim dizendo que no futuro será melhor; ou quando você dá uma moeda para um morador de rua que sente fome por sentir dó; ou até mesmo quando você levanta para que um idoso se sente no ônibus. Seja por que você vai se sentir bem fazendo isso, por sua educação ou por que as outras pessoas ficarão te encarando. Pois é, futuro Polícial Militar, isso não é empatia.

O que é empatia então? E o que o Perfil Psicológico da PM espera dessa característica?

Empatia é a capacidade de compreender (ou tentar compreender) as emoções de outra pessoa. Se perguntar “O que o outro está sentindo naquele momento?” Simples assim. Ter empatia, candidato, não é fazer algo porque isso vai te fazer feliz. Nem porque você está sentindo dó ou pena de alguém. Se você faz algo para outra pessoa buscando a sua felicidade, você não está fazendo uso de sua Empatia. Sentir dó ou ser educado também não tem relação com compreender e aceitar os sentimentos do outro.

Por exemplo, se você acaba de receber uma notícia triste, algo que esteja fora de seu controle de arrumar. Você vai se sentir como? Triste! E se nesse exato momento em que você recebeu a tal notícia alguém te falar: “Ah, não fica triste, amanhã vai passar!”, isso vai te deixar feliz? Acredito que não. Ter empatia, é a pessoa compreender que você está triste, com raiva, frustrado e respeitar seu sentimento. Entender que aquele é o momento em que você vai se sentir mal, e que não somos obrigados a estar o tempo todo bem. É ela dizer: “Puts, que droga! Mas, cara, eu ‘tô aqui se você precisar de qualquer coisa!”

O perfil psicológico da PM compreende que, se você consegue entender aproximadamente o que a pessoa que está pedindo sua ajuda/seus serviços está sentindo, seu trabalho como Polícial Militar será muito mais competente! Até porque, quando falamos de empatia também é necessário saber diferenciar o que eu estou sentindo do que o outro está sentindo. Afinal, se uma pessoa está triste eu posso ser empático e entender que ela está triste. Porém, não devo ficar triste também só para estar ao lado dela. Essa diferenciação é feita por meio do Auto Conhecimento, outro aspecto importante.

AUTOCONHECIMENTO - perfil psicológico da PM

Sendo assim, o candidato deve possuir ou buscar autoconhecimento, saber no que deve melhorar como pessoa, nas suas relações interpessoais. O Curso Palestra Gratuita possui uma equipe de psicólogos que podem te ajudar. Contamos com diversos recursos como mapeamento de perfil, aula motivacional, dinâmicas de grupo. Além disso, contamos com atendimento exclusivo, salas de aula equipadas com ar condicionado e televisores, e diversos outros recursos para que você busque seu autoconhecimento.

Voltado para sua praticidade, contamos também com Aulas de Desenvolvimento Pessoal em formato EAD (ensino a distância). Ele conta com palestras ao vivo e uma apostila digital!

perfil psicológico da PM

PERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  • Disposição para o trabalho – capacidade para suportar longa exposição a agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o meio;
  • Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  • Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  • Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos e reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir adequadamente seu comportamento;
  • Fluência verbal – facilidade para manipular os termos linguísticos na expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  • Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Descontrole emocional – utilização do potencial emocional sobrepondo-se ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  • Sinais Fóbicos – presença de sinais de medo patológico ou irracional, com dificuldade para manter o autocontrole;
  • Falta de domínio psicomotor – ausência de habilidade cinestésica, por meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.
 

Comentários

Artigos Recentes