PERFIL BUSCADO PELA PM

Prepare-se para o concurso

Hoje vamos falar de um tema muito significativo que é capacidade de liderança, item que eminente para aqueles que buscam TER O PERFIL BUSCADO PELA PM.

 

Este comportamento é muitas vezes apontado nos testes psicológicos na PM como baixa a capacidade de liderar, e isso prejudica muitos candidatos, pois acredita-se que esse candidato não possui essa capacidade e muitas vezes levando o mesmo a não entender o que aconteceu para isso ocorrer.

 

Vamos tentar esmiuçar o máximo possível esse tema aqui hoje. A tomada de decisão é fundamental para quase todos os aspectos da vida e um dos itens que compõem o PERFIL BUSCADO PELA PM : escolher o que comer, fazer ou não fazer exercícios, o que comprar, que tipo de relacionamento buscar, onde morar, o que dizer qual carreira seguir e se você deve voltar atrás em sua decisão e sair daquele emprego ou relacionamento.

 

Por incrível que pareça, tudo isso está relacionado a capacidade de liderança, pois não importa qual concurso você está se dedicando, seja ele o concurso Sd Pm ou o concurso CFO, para ter uma boa capacidade de liderança, você deve saber tomar decisões e em muitas casos essas decisões precisam ser tomadas de formas rápidas e assertivas, pois envolvem vida e morte, principalmente esse último é de extrema importância que você saiba tomar decisões.

 

Veja o que o edital da PM versa sobre o perfil psicológico de Soldado APTO

 

Alguns transtornos psicológicos, são geralmente caracterizadas pela indecisão; portanto a falta da capacidade de liderança, leva a esses indivíduos a procrastinarem no ato de se mostrarem propícios a tomarem as decisões mais corretas pela situação descaracterizando o PERFIL BUSCADO PELA PM.

 

Essa falta ou baixa capacidade de liderar faz com que pessoas adiem decisões porque não conseguem decidir o que fazer e temem uma inundação de pensamentos autocríticos caso tomem a decisão errada, ocasionando reações comportamentais e fisiológicas nítidas como por exemplo gagueira, sudorese, mãos e pés trêmulos, e também apontado nos testes psicológicos na PM.

 

Outro comportamento muito ligado a candidatos do concurso Sd PM e concurso Oficial PM, prejudicando o PERFIL BUSCADO PELA PM, é a ansiedade.

 

Esta está relacionada, frequentemente, quando:

  • Envolve decisões de evitar situações que provocam desconforto.
  • O medo de ter sua autoestima contrariada.
  • Ser considerado inapto na fase psicológico PM.
  • Parecer tolo ou enfrentar uma situação perigosa.

 

Não é raro exagerar a intensidade e duração de um resultado antecipado, para descobrir, mais tarde, que no fim as coisas foram melhores do que o esperado.

 

Muitos candidatos que estão sonhando em fazerem parte da Instituição PM/SP, tem dificuldade em controlar sua autocobrança e faz com foquem em seus sentimentos e sensações mais imediatas em vez de nas consequências de mais longo prazo, desta forma faz com que intensifique os comportamentos mais inadequados fortalecendo e enaltecendo a baixa capacidade de tomar de decisões, portanto, deixando claro que essa pessoa não consegue ter a capacidade de liderar se afastando do PERFIL BUSCADO PELA PM.

Muitas vezes tomamos decisões baseados em nossa experiencias passadas, portanto, se temos históricos de decisões equivocadas, mesmo sem a gente querer ou perceber, baseados em nossas emoções, somos forçados ou coagidos a tomarmos as mesmas decisões, ocasionando, muitas vezes, autocritica e perpetuando a incapacidade de tomarmos decisões e sermos líderes ou contribuir ainda mais para a  ansiedade e ela afetando nossos resultados nos testes psicológicos na PM.

 

 

COMO FAZER PARA TOMAR MELHORES DECISÕES.

 

A melhor forma de melhorar nossa capacidade de liderança, para que possamos ter o PERFIL BUSCADO PELA PM é tomar decisões mais positivas e assertivas, para nós mesmos e ao próximo. É aprendermos utilizarmos a “regra de ouro” para chegarmos a decisões que nos traga mais confiança e a certeza que fizemos o certo para aquela situação.

 

Essa regra de ouro também conhecido como atalho mental. Ela simplifica o entendimento de questões complexas, seja porque precisa decidir a partir de informações incompletas ou porque se encontra em situações de incerteza.

 

Evidências apoiam a visão geral de que indivíduos com níveis mais elevados de ansiedade têm mais crenças avessas a riscos, prejudicando O PERFIL BUSCADO PELA PM. Assim, ao considerarmos a tomada de decisão em terapia cognitiva, é aconselhável avaliar e ressignificar, caso necessário, as crenças do indivíduo acerca da sua habilidade para produzir eventos positivos, recuperar-se dos negativos, diversificarem as fontes de recompensa e o comportamento, bem como sua tendência a super enfatizar o arrependimento, minimizar os resultados positivos e exigir uma quantidade considerável de informação para tomar uma decisão.

 

Desta forma o candidato que almeja ter melhores resultados em seus  testes psicológicos na PM e se aprimora para a fase do psicológico PM,  consegue melhorar e adquirir novas habilidades para tomada de decisão, recuperar memorias passadas de atitudes positivas reforçando sua capacidade de liderança item que compõem o PERFIL BUSCADO PELA PM.

 

 

PERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que
    não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  • Disposição para o trabalho– capacidade para suportar longa exposição a
    agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o
    meio;
  • Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da
    comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  • Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações
    humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  • Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana
    padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir
    adequadamente seu comportamento;
  • Fluência verbal– facilidade para manipular os termos linguísticos na
    expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  • Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da
    aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

 

 

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

 

  • Descontrole emocional– utilização do potencial emocional sobrepondo-se
    ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  • Sinais Fóbicos– presença de sinais de medo patológico ou irracional, com
    dificuldade para manter o autocontrole;
  • Falta de domínio psicomotor– ausência de habilidade cinestésica, por
    meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.

 

 

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu