TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA

Prepare-se para o concurso

Muitos candidatos se mostram nervosos e apreensivos  antes dos TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA na PM, pois muitos consideram que seja muito duro estar pronto para ele, pois a taxa de reprovação e muita alta e muitos candidatos acabam recorrendo a “formulas magicas” onde se mostram uma grande furada, onde acabam se frustrando mais ainda, postergando o sonho de ser um Policial Militar.

 

Se você está nesta condição e não aguentar mais reprovar ou não quer sentir está sensação desagradável, nós, do Curso Palestra Gratuita falaremos um pouco mais da fase dos TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA, e daremos conselhos da melhores maneiras, de buscar a confiança e equilíbrio, na realização desta fase.

 

É importante lembrar que essa fase de TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA é obrigatória para todos aqueles que desejam ingressar na área de forças de segurança, portanto:

  • Seguranças Patrimoniais
  • Escolta Armada
  • Guarda Civil Metropolitana
  • Policia Militar
  • Policia Civil
  • Policia Federal

São Obrigados a atestarem que possuem capacidade de exercerem a função.

 

 

Mas afinal, qual o propósito dos TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA?

Seu objetivo é averiguar se o candidato possui algum tipo de transtorno psicológico, assim como, investigar a saúde psíquica do mesmo, para detectar características que possam desqualificar o candidato, levando a não está de acordo com o perfil exigido, para ser considerado apto nesta fase.

Nesta fase é realizados instrumentos específicos de uso exclusivos de psicólogos, validados e previamente descritos no edital, que consiste em testes projetivos, que avaliam a personalidade do candidato, assim como teste que avaliam a inteligência fator G, do mesmo. Esses testes são aplicados de forma coletivas e individuas, seguindo procedimentos específicos e fidedignos as normas técnicas, para que possa haver confiabilidade dos resultados obtidos.

Esses testes passam por revisões periódicas, baseadas em respaldo cientifico, e uma vez que o candidato não concorde com os resultados obtidos, poderá recorrer administrativamente.

 

COMO É O PROCEDIMENTO DOS TESTES DE APTIDÃO PSICOLÓGICA.

Para que possa atestar que o candidato possui os requisitos ele passa por duas avaliações, dependendo do concurso que o candidato está ou área escolhida, por exemplo a área da PM/SP, ela sempre usa duas fases.

A primeira fase, é a que corresponde aos testes de aptidão psicológica, que é realizada de forma coletiva, com turmas que variam entre 4 a 6 turmas, previamente selecionadas, após a aprovação da fase médica.

A segunda corresponde a entrevista com o psicólogo, de forma individual, onde também é aplicado ou teste de aptidão psicológica para analisar se os candidatos possuem as qualidades necessárias para enfrentar situações de envolva o risco de morte, stress, resolução de conflitos, pacificação de ocorrências e o uso da arma de fogo.

Em alguns concursos, essa fase é única, onde no mesmo dia eles realização a aplicação dos testes e também pode ser realizado uma dinâmica de grupo. Todos com o intuito de avaliar tais qualidades.

O Curso Palestra Gratuita possui mais de 17 anos de experiência com concurso públicos relacionados com as forças policiais. Auxiliando milhares de candidatos a conquistarem o tão sonhado apto nesta fase.

Veja abaixo o que corresponde ao que é exigido para se tornar um policial militar. É sempre conte com os mais preparados para desenvolver seu perfil para o seu sucesso profissional.

 

Veja o que o edital da PM versa sobre o perfil psicológico

 

PERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  • Disposição para o trabalho– capacidade para suportar longa exposição a agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o meio;
  • Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  • Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  • Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir adequadamente seu comportamento;
  • Fluência verbal– facilidade para manipular os termos linguísticos na expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  • Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

 

 

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

 

  • Descontrole emocional– utilização do potencial emocional sobrepondo-se ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  • Sinais Fóbicos– presença de sinais de medo patológico ou irracional, com dificuldade para manter o autocontrole;
  • Falta de domínio psicomotor– ausência de habilidade cinestésica, por meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.

 

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu