TESTES PSICOLÓGICOS DA PM

Prepare-se para o concurso

Se você está lendo esse texto e porque, com certeza, você está se desenvolvendo para a fase dos TESTES PSICOLÓGICOS na PM. Essa fase costuma trazer muita insegurança ou desconfiança dos candidatos do certame, mas tente não se preocupar, pois você está no lugar certo, irei ajuda-lo a entender um pouco mais o que acontece e o que pode ser feito para amenizar a insegurança ou mesmo a desconfiança.

 

A fase dos TESTES PSICOLÓGICOS, também conhecida como fase psicológica, e é composta por duas fases:

 

  • Fase de testes coletivos
  • Fase da entrevista com o Psicólogo(a) da PM

 

Na fase dos TESTES PSICOLÓGICOS coletivos, são realizadas baterias de instrumentos, testes, com o intuito investigar, avaliar e identificar determinadas qualidades e atributos psicológicos, estando de acordo com que é exigido dos candidatos para o cargo público de Policial Militar. Assim como mensurar o nível de inteligência e traços de personalidade de indivíduos. Há uma infinidade de instrumentos ou TESTES PSICOLÓGICOS que podem ser usados em processos de seleção.

 

 

Dentre tantos TESTES PSICOLÓGICOS, os mais utilizados na fase coletiva, são o que avaliam os fatores de personalidade, também conhecidos como “Big Five” que reconhece cinco princípios distintos para caracterizar nossa personalidade que são:

 

  • Abertura à Experiência;
  • Conscienciosidade;
  • Extroversão;
  • Amabilidade;
  • Neuroticismo.

Itens esses, tem relação com perfil exigido para candidatos que buscam se tornar Policiais Militares, como:

  • Relacionamento Interpessoal.
  • Capacidade de Liderança.
  • Flexibilidade de Conduta.
  • Resiliência.
  • Controle Emocional.

 

Assim como TESTES PSICOLÓGICOS conhecidos como testes projetivos, onde se analisa certos traços de personalidade, que áreas se encontram em conflito dentro de nós, nos nossos relacionamentos, nossos sentimentos e na nossa projeção interior.

Assim como, no aspecto qualitativo e quantitativo através do comportamento expressivo.

 

Também possuem uma avaliação através de TESTES PSICOLÓGICOS para medir o grau de inteligência através do Fator G de cada candidato.

 

Toda essa bateria de TESTES PSICOLÓGICOS são aplicadas em um único dia, e tem duração, de aproximadamente, 4 horas essa fase. Após o fim desta 1ªfase, o candidato retorna em outra data, já estabelecida, para dar continuidade na avaliação da Fases do psicológico.

 

Essa 2ª fase é conhecida como fase da Entrevista, onde o psicólogo(a) da Pm irá fazer o confronto dos dados obtidos na fase de TESTES PSICOLÓGICOS coletivos. Isso é feito atraves de  uma entrevista semi-dirigida, que é, um procedimento mais sincero e natural, onde o  entrevistador faz apenas algumas perguntas predeterminadas, sendo o restante das perguntas são feitas a partir do relato do candidato, assemelhando uma conversa, não planejado com antecedência.

O seu intuito, também, é avaliar a fala e a dialética do candidato e para também averiguar se o mesmo, demostra estar com falas decoradas ou apresentar pontos que se mostrem em desacordo com o resultado obtido nos TESTES PSICOLÓGICOS.

 

Neste dia também é realizado um outro teste de expressão gráfica que mede as características estruturais e reacionais de personalidade, o famoso teste PMK. Possuindo uma natureza não-verbal, o TESTE PSICOLÓGICO é associado à falta de controle do candidato sobre as tarefas executadas e ao fato de sua execução não ser passível de aprendizagem o tornam um teste que possibilita condições para a realização de uma avaliação mais verdadeira da personalidade.

 

 

Sua base teórica é fundamentada na teoria Motriz da Consciência que postula que toda intenção ou propósito de reação acompanha-se de uma modificação do tónus postural, o   nível de tensão muscular que indica sempre uma polaridade entre dois extremos: entre contração e relaxamento, que propende a favorecer os movimentos à obtenção dos objetivos e a inibir os movimentos contrário.

 

Portanto, quando geramos pensamentos, sejam eles positivos ou negativos, eles geram reações em nosso corpo. Exemplo, se estou tendo pensamentos positivos, esses pensamento geram alivio ou prazer, que demostra no meu corpo através de relaxamentos corporal, quando estamos mais preocupados, esses pensamentos geram, mais tensão muscular que influencia meus membros musculares, refletindo dores nas costas, cerrar de dentes, punhos fechados entre outros comportamentos,

 

Desta forma quando mais tenso realizo o teste PMK, mas pode influenciar o resultado final obtido.

 

Desta forma, se conhecer minimamente pode influenciar de forma positiva a conquista do seu apto. O conhecimento gera a certeza de qual caminho seguir, e nesse ponto que entra o Curso Palestra Gratuita.

 

VEJA O QUE O EDITAL VERSA SOBRE O PERFIL PSICOLÓGICO DA PM

 

Através da experiencia de mais de 18 anos na fase dos TESTES PSICOLÓGICOS, possuímos uma equipe de profissionais que detém:

  • conhecimento,
  • competência,
  • capacidade,
  • habilidade

 

Para auxiliar você chegar mais capacitado nesta fase. Pois uma vez que você sabe, onde e o que, poderia te prejudicar, você pode se motivar a desenvolver essas capacidades, onde se mostram em déficit, melhorando seu autoconhecimento e reafirmando seu desejo de se tornar um Policial Militar.

 

PERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que
    não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  • Disposição para o trabalho– capacidade para suportar longa exposição a
    agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o
    meio;
  • Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da
    comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  • Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações
    humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  • Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana
    padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir
    adequadamente seu comportamento;
  • Fluência verbal– facilidade para manipular os termos linguísticos na
    expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  • Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da
    aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

 

 

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

 

  • Descontrole emocional– utilização do potencial emocional sobrepondo-se
    ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  • Sinais Fóbicos– presença de sinais de medo patológico ou irracional, com
    dificuldade para manter o autocontrole;
  • Falta de domínio psicomotor– ausência de habilidade cinestésica, por
    meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.

 

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu