APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM

Prepare-se para o concurso

Você já parou para pensar o que leva alguém possuir APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM, ou a inaptidão, isso que iremos falar agora para vocês. Mas antes é bom salientar que, se fosse já foi realizar os testes psicológicos na PM e foi considerado inapto nesta fase, isso não significa que seja louco ou que seja impossibilitado para desempenhar a função de Policial Militar. Ser inapto nesta fase apenas demostra que o candidato não comprovou requisitos necessários para o cargo de soldado PM.

 

A função de Policial Militar exige que o candidato possua requisitos qualificados para assumir tal função, por esse motivo para ter a sua APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM  o candidato que presta o concurso será submetido em uma das fases do concurso a uma avaliação psicológica, a famosa “fase do psicológico” onde através de um laudo, o psicólogo atesta que o candidato possui os requisitos necessário para assumir a função de aluno Policial Militar de 2ªclasse.

 

Os requisitos que atestam que o candidato possui tal perfil é, possuir e demostrar que sua capacidade de liderar, seu relacionamento interpessoal, sua flexibilidade de conduta, sua disposição para o trabalho e sua resiliência estejam em níveis moderados. Já sua ansiedade, agressividade e sua impulsividade precisam estar e serem demostradas bem canalizadas e não pode demostrar e possui sinais fóbicos e/ou sinais disritmicos.

 

Portanto para conquistar a APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM irá exigir do candidato estar de acordo com esses itens onde são comprovados através de testes psicológicos e entrevista com o próprio psicólogo da PM.

Muitos candidatos conseguem demostram todos os itens de acordo com o edital, porém, mais da metade dos candidatos, não conseguem demostrar todos os itens de acordo com que é exigido, onde são considerados inaptos nesta fase.

 

 

Como faço para adquirir a APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM?

Essa é uma pergunta frequente de muito dos candidatos que nos procuram. O meio comprovado, para demostrar que está apto para assumir a função de Policial Militar é possuir um bom autoconhecimento e resiliência, como também buscar ajuda profissional especializada para aprimorar ainda mais tais itens.

 

Candidatos que possuem um bom autoconhecimento conseguem demostrar que sabem liderar e serem liderados, assim como possuem facilidade em se relacionar com a diversidade. Também conseguem se manter atentos e preparados caso um imprevisto aconteça sabendo tirar proveito de todas as situações, mantendo seu controle emocional intacto.

 

Porém, muitos candidatos não conseguem perceber em que nível anda em si todos os itens pedidos no edital, aqui que entra o Curso Palestra Gratuita.

 

APTIDÃO PSICOLÓGICA PM VEJA O QUE O EDITAL VERSA 

 

Nossa Instituição possui Know-how nesta área, aprimorando milhares de candidatos a conquistarem sua APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM, capacitando através de uma avaliação completa do perfil desse candidato, apontado os pontos fortes do perfil e auxiliando através de atividades que promovem o autoconhecimento a melhorar os pontos que foram considerados fora do perfil exigido do concurso. Desta forma, promovemos a consciência desde candidato para se adequar ao perfil solicitado.

 

Portanto, se você acredita que não possui o perfil, não se desamine, pois todos tem chances de ter a tão sonhada APTIDÃO PSICOLÓGICA NA PM, basta querer se conhecer mais e estar disposto a se melhora.

 

PERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

  • Flexibilidade moderada – ausência de rigidez na conduta, no limite em que não comprometa sua conduta no bom desempenho da função;
  • Disposição para o trabalho– capacidade para suportar longa exposição a agentes estressores, sem permitir que estes causem danos físicos ou mentais, sendo capaz de manter um bom nível de energia interna da qual o indivíduo dispõe para interagir com o
    meio;
  • Capacidade de liderança – potencial para agregar as forças da comunidade, valendo-se de criatividade e proatividade, sem abdicar da autocrítica quem mantém o equilíbrio das ações;
  • Relacionamento interpessoal adequado – adequado nível nas relações humanas, estejam em conflito ou não, que permita aperceber-se do comportamento dos outros do mesmo modo em que consegue comunicar-se apropriadamente;
  • Inteligência – grau de inteligência geral (fator G) dentro de faixa mediana padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos reestruturar conceitos já estabelecidos, com potencial de memorização, a fim de dirigir
    adequadamente seu comportamento;
  • Fluência verbal– facilidade para manipular os termos linguísticos na expressão do pensamento, através da verbalização clara e eficiente, expressando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;
  • Resiliência – potencial para superar frustrações e reveses, valendo-se da aprendizagem das vivências para desenvolver melhor suas atividades, tornando-as mais produtivas.

 

 

CONTRAPERFIL PSICOLÓGICO DO SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

 

  • Descontrole emocional– utilização do potencial emocional sobrepondo-se ao racional, comprometendo o comportamento, seja por impulsividade, ansiedade ou agressividade descontrolada;
  • Sinais Fóbicos– presença de sinais de medo patológico ou irracional, com dificuldade para manter o autocontrole;
  • Falta de domínio psicomotor– ausência de habilidade cinestésica, por meio da qual o corpo se movimenta com eficiência, atendendo com presteza as solicitações psíquicas e ou emocionais.

 

Últimas do Blog

Categorias do Blog

Nossos Cursos

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias:

Voltar página anterior
Fechar Menu